Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \30\UTC 2010

US Pharmacist

Um dos farmacêuticos de onde eu trabalho tinha me dito que eu poderia conseguir assinaturas de periódicos da área farmacêutica de graça.  Segundo ele, eu precisava somente me cadastrar no site e fornecer os meus dados pessoais e profissionais.  Essas revistas geralmente são patrocinadas por grandes $$$$$$ empresas farmacêuticas, por isso nem cobram nada para meros pobres mortais farmacêuticos como nós.  Então assim eu escolhi a US Pharmacists, uma publicação com uma diagramação bem bacana recheada de figuras & esquemas deliciosos de ver e bem didáticos para aprender e/ou se atualizar.

Eu me inscrevi no site há alguns meses atrás, já tinha me frustrado porque ainda não tinha recebido nada e eu já tinha até esquecido da revista até hoje quando dei de cara com o meu primeiro exemplar na caixa do correio.  Quanta alegria!  Tenho certeza de que o Marido me achou uma completa NERD quando eu vibrei com uma revista que tinha o meu nome nela!  Tudo bem que eu não preciso de muito para vibrar assim, mas para mim é uma conquista e tanto poder fazer parte da classe profissional de um outro país.  Fiquei toda boba e o Marido ainda alimentou esse sentimento dizendo “Como assim?  Você não se achava importante?” Ahhhh, dá uma licencinha aí gente que eu vou ler a minha revista!

Bom final de semana para quem passar por aqui.

Ex corde.

Read Full Post »

Country Music

Eu achava que eu não gostava de música country ponto final até descobrir que existem vários tipos de country.  Essa logo aí embaixo é uma das gostosinhas que me faz cantarolar o dia inteiro.

Quem gosta de country music levanta a mão!

Ex corde.

Read Full Post »

A chinesa & eu

Outro dia, uma jovem senhora de olhinhos puxados se dirigiu até o balcão da farmácia e com MUITA dificuldade conseguiu gesticular que ela falava pouco inglês.  Na verdade, ela não falava nada e para o meu desespero, ela entendia muito menos.  O desafio?  Ensiná-la a usar um teste de gravidez que ela tinha acabado de comprar.

Eu sofri horrores e mesmo assim não sei se consegui fazer ela entender.  Abri a embalagem, mostrei as figuras das instruções, gesticulei, fiz sons, contei e mesmo assim não sei se ela conseguiu entender.  Ela sorriu como quem tivesse entendido ou como quem tivesse desistido de entender, vai saber!

Como faz para explicar para uma chinesa como usar um teste de gravidez de farmácia?  Não vou saber nunca se eu ajudei ou se eu enrolei mais ainda aquela moça.  E você não imagina a quantidade de estrangeiros  que aparecem por lá todos sempre enroladíssimos tentando falar e simplesmente ninguém entende, pois o inglês é praticamente inexistente.  Os campeões são os africanos, vietnamitas e chineses empatados em primeiro lugar, seguidos  de árabes um pessoal do Oriente Médio.  O pior de tudo é quando eles abrem a boca, disparam frases & mais frases seguidas que não fazem nenhum sentido e ainda ficam com raiva porque não são compreendidos.  Imaginou a situação?  Eu não sei se eu dou risadas ou se eu choro dessa abundante diversidade cultural!

Ex corde.

Read Full Post »

O cúmulo do cansaço!

É quando você escolhe descansar mais meia horinha ao invés de comer antes de ir para o trabalho.

E eu cheguei a esse ponto, infelizmente!

Ex corde.

Read Full Post »

É proibido!

Hoje recebemos a circular do condomínio com avisos para os moradores e um comunicado em particular me chamou a atenção.  Era um pedido de ajuda para que todos colaborassem na fiscalização das infrações mais comuns preenchendo o formulário de violação disponível na administração do condomínio, caso algum vizinho infrator fosse flagrado.

Eis as violações mais comuns:

*  Luzes da frente das casas queimadas e/ou não funcionando durante a noite.

*  Latas de lixo não recolhidas das ruas dentro de 24 horas depois da coleta do lixo.

*  Lixo não acomodado dentro dos containers apropriados para evitar que o vento os espalhe e para evitar infestação de roedores e insetos.

*  Moradores não recolhendo o côco dos seus animais de estimação.

*  Animais de estimação sem coleira em áreas comuns do condomínio.

*  Carros estacionados nas calçadas, bloqueando ruas ou garagens.

*  Latas de lixo aparecendo nos jardins, nas varandas ou nas garagens.

*  Mofo e/ou lodo crescendo na fachada das casas.

*  Qualquer violação da manutenção da grama como cortar a grama.

*  Qualquer violação da manutenção das casas como cercas ou janelas quebradas, números das casas faltando ou pintura mal cuidada.

Confesso que o meu lado brasileiríssimo achou algumas coisas meio exageradas, mas o lado mais americanizado achou de bom tom exigir algumas outras coisas para garantir que o condomínio inteiro seja bonitinho, arrumadinho, limpo e com cara de maquete como já disseram alguns amigos & familiares que já nos visitaram.  Exageros ou não, o resultado agrada a todos!

Você precisa lidar com regras de condomínio meio exageradas?

Ex corde.

Read Full Post »

Outro dia no supermercado, eu me encantei com as cores na seção de verduras e saí tirando fotos daquilo tudo que atraiu meus olhos.  A seguir, tem uma pequena amostra:

Um dos motivos que eu adoro morar por aqui é a grande variedade de praticamente tudo o que você puder imaginar ao alcance das mãos.  E não só coisas esquisitas para mim, mas coisas frescas como os cogumelos (que eu adoro) ou as cenouras com a parte verdinha de cima. Aliás, o supermercado é uma atração à parte para brasileiros recém chegados em terras gringas por causa da variedade quase infinita dos produtos.  Antes eu achava um exagero, hoje eu adoro a conveniência de poder escolher!

Qualquer dia eu tiro algumas fotos da seção de pães que eu acho o maior barato com as suas formas, ingredientes e embalagens diferentes.  Ou quem sabe a seção de queijos?  Ou talvez a seção de sorvetes?

Ex corde.

Read Full Post »

Forty

Estudei inglês praticamente a minha vida inteira e depois de alguns anos morando por aqui, eu ainda encontro algumas dificuldades na pronúncia de algumas palavras.  A palavra quarenta é uma delas.  Eu preciso me concentrar para poder pronunciar certo.  O pior é que eu achava que eu pronunciava direito e nem imaginava que eu fosse encontrar problemas logo com o número quarenta.

Até um dia em que eu fui comprar selos no correio e o homem não conseguia entender que eu queria quarenta selos.  Eu precisei repetir várias vezes e foi aí que eu comecei a achar que eu não estava falando corretamente.

Pedi ajuda do Marido e o problema foi diagnosticado por ele.  Só por ele, diga-se de passagem, pois eu não consigo ver diferenças nas pronúncias.  Juro!  Mas já percebi que se eu movimentar a língua de um jeito, a palavra saí certo.  Se eu movimentar a língua do outro jeito, saí errado.  Mas em relação ao som emitido, para mim é tudo a mesma coisa.

Alguém mais sente dificuldades na proníncia de algumas palavras em inglês?

Ex corde.

Read Full Post »

Older Posts »