Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \31\UTC 2011

Bye, Florida!


Hoje volto para casa com a bateria recarregada.  O mar tem um fascinante poder sobre mim. Sinto que a sua água salgada não lava apenas a minha pele.  Me sinto limpa de dentro para fora, me sinto mais leve, mais energizada! Acho até que nem consigo descrever quão diferente me sinto após um dia de praia. É muito bom!  Imagine então o que vários dias de praia seguidos não fazem comigo!  E não é só a água do mar – é a areia entre os dedos dos pés, é o vento batendo no rosto, é o cheiro da maresia, é o barulho das ondas. Somado a isso tudo, ainda tem a sensação de assitir um pôr do sol com ele! Quer dizer, um não. Vários!  Ficar longe dele traz uma apreciação maior pelas pequenas coisas e tudo ganha uma nova pespectiva. Andar de mãos dadas parecia algo ordinário até eu não poder mais fazer isso. Mal posso esperar dezembro chegar para essas coisinhas comuns voltarem a encher a minha vida com mini-momentos de felicidades!  Bye, Hubby!

Ex corde.

Anúncios

Read Full Post »

Destin, Fl




Mais um dia de praia.  Mais um aniversário.
Mais um dia especialmente feliz!
Ex corde.

Read Full Post »

Hurlburt Field AFB

Como não deu para alugar um apartamento luxo de frente para a praia por causa da nossa reestruturação financeira pós-mudança, estou hospedada no alojamento da base militar em que o Marido está morando nos últimos (quase) dois meses.

Diferentemente do meu imáginário fértil, o alojamento militar daqui não é como nas historinhas em quadrinho do Recruta Zero com várias camas & beliches um ao lado do outro onde os soldados dormem.  O alojamento é um hotel (bem bacana!) que fica em uma área grande dentro da base militar designada para hospedar militares que estão temporariamente trabalhando por aqui.  Toda base que já fui tem um hotel, mas o diferencial de Hurlburt Field é a sua proximidade com o mar.  Dá para ver a baía da janela do quarto, imagine só!  Curiosa que sou, ontem cedo eu peguei o meu café e segui o caminho que me levou até lá em menos de dois minutinhos de caminhada.

A baía abraça a base militar criando uma atmosfera única!

É bem bonito!


Sentei em um banco propositadamente bem localizado e fiquei bebericando o meu café ao mesmo tempo que curtia o visual.


O pouco tempo que gastei por lá foi suficiente para me deixar com uma energia deliciosa para continuar com o dia!

Terminei o meu cafezinho sagrado de todos os dias e fui dar uma forcinha para o atribulado Marido – fiz as compras da semana para rechear a mini-cozinha do quarto.  Adorei dirigir ao longo da pista dos aviões parta chegar até o supermercado militar com preços imbatíveis que fica do outro lado da base.   A manteiga derreteu e o leite quase virou queijo, mas eu não deixei de explorar um parque interessantíssimo cheio de aviões e helicópteros antigos contam um pouco da história militar americana.  E tirei muitas fotos, claro!  Vem comigo!


Depois que voltei para o quarto e guardei tudo, eu fazia uma boquinha olhando pela janela.  A tarde estava quente e ensolarada.  A base fica há uns quinze minutos de carro em linha reta da praia.  Hummm, o que fazer depois do almoço?

Praia, é claro!  Onde mais eu poderia passar o resto do meu dia?


Uma decisão super simples & fácil de se tomar!  Haha!

A praia estava especialmente boa ontem!  Água do mar estava na temperatura perfeita, pouco vento e o sol esquentava na medida certa.  Mergulhei muitas vezes permitindo que toda e qualquer urucubaca que estivesse em mim fosse levada pela água do mar.  Acho que perdi uns 10 quilos de preocupações com os meus muitos mergulhos!


E como dizem que  a gente atrai aquilo que a gente emana, um senhor super bacana me deu de presente uma cadeira de praia.  Eu cheguei até a fazer mal juízo dele quando ele me disse que tinha uma cadeira à disposição no seu carro.  Não me senti à vontade de ir até o estacionamento com um desconhecido, já que a minha cabecinha traumatizada com a violência no Rio de Janeiro não conseguiu interpretar a oferta dele sem pensar no que havia por trás.  Estava enganada.  Mesmo agradecendo a gentileza e dizendo não para a cadeira de praia, o moço me trouxe a cadeira assim mesmo.  No strings attached, ele disse manifestando não esperar nada em troca de mim.  E ele ficou curtindo a praia na dele por longas horas.  Lá pelas cinco da tarde, ele se arrumou para ir embora e não quis levar a cadeira que me emprestou. “É para você curtir a praia mais confortavelmente!”, me disse com um sorriso no rosto.

Eu sorri de volta.

Ex corde.

Read Full Post »

Okaloosa Island

 ❤ ❤ ❤

❤ ❤ ❤

❤ ❤ ❤

❤ ❤ ❤

❤ ❤ ❤

❤ ❤ ❤

❤ ❤ ❤

❤ ❤ ❤

Ex corde.

Read Full Post »

Ex corde.

Read Full Post »

Fort Walton Beach, Florida

1445

Quando se fala em Flórida, a primeira coisa que vem à cabeça é Miami ou os parques da Disney em Orlando.  Mas existe muito mais do que só isso.  Eu descobri uma pontinha da Flórida que fica no Golfo do México depois de passar dois meses no verão calorento do Alabama há uns três anos. E me encantei.  É justamente nesse pontinho vermelho no mapa ao lado que existe uma Flórida bem diferente de Miami e que me agrada muito.  Mais tranquila, menor, menos turística, mas não menos bonita.  E é para lá que vou!

Marido não está a passeio.  Ele sequer foi a praia nesse tempo todo, pois não tem tempo sobrando.  Ele está trabalhando.  Chega a ser até maldade estar tão perto da praia e não poder curtir.  Mas é o que é.

Eu ia fazer a viagem dirigindo para economizar um trocado e cheguei até a escrever sobre as 13 horas no volante cruzando os estados de Lousiana, Mississipi e Alabama até chegar no panhandle da Flórida.  Tinha colocado até um mapa do trajeto que tinha deletado, mas no final das contas acabei deixando aqui para vocês verem a saga.         

Road Trip_Excorde

Acontece que durante a preparação do trajeto, eu liguei para os meus pais para dividir um pouco das minhas inseguranças.  Bateu uma preocupação de me aventurar sozinha na estrada por tanto tempo.  Eu tenho o péssimo hábito de sempre esperar pelo pior e eu estava com umas catástrofes mirabolantes grudadas na minha cabeça igual chiclete.  Então procurei colo de pai & mãe, sabe?  Procurei consolo, encorajamento e suporte para continuar com o plano em ação.

Algumas horas (!) depois de conversa que valeram mais que mil sessões de terapia, lá estava eu animada novamente e com a certeza de que 13 horas na estrada iam ser fichinha!  Assim, continuei com a programação do dia que incluia um jantarzinho num restaurante mexicano interessantíssimo com duas novas possíveis candidatas a amigas.  Mas quando eu estava a caminho da casa de uma delas, eu recebi um email bombástico através do meu celular. 

Eu tentava dirigir e ler o email ao mesmo tempo.  Que perigo!  Mas com um título “Presente de Aniversário”, quem conseguiria aguentar chegar no destino?  E quando vi que o email tinha um anexo que não estava abrindo, fiquei mais ansiosa ainda.  O coração acelerou, o trânsito engarrafou e o anexo não abria.  Não aguentei e liguei para meus pais!  Meu pai atendeu implicando comigo insistindo em me mandar para a frente do computador para abrir o anexo e eu quase morrendo de agonia sem conseguir abri-lo e sem conseguir explicar que eu estava dirigindo! Ai.

Resumo da ópera: eu ganhei a passagem de avião dos meus pais para ir até Fort Walton Beach, na Flórida.  Imagina que eles trouxeram um conforto tão grande que eu demorei para acreditar!  Não vou precisar dirigir tanto tempo!  A passagem em si foi demais, mas a gentileza e o carinho do gesto valeram muito mais para mim.  Obrigada pelo super presente, pai & mãe! 

Hugo e a mala_Ex corde

* Filomena não está contente com a minha ida e por isso faz questão de não ficar por perto!

E neste exato momento, estou de saída para o aeroporto com a mala quase estourando de presentes para o Marido.  Apesar do aniversário dele ter sido há uma semana, ainda tá valendo, não tá?

Ex corde.

Read Full Post »

Chocolate Thumbprint Cookies

Thumbprint Cookies_Ex corde

Essa receita de cookies leva açucar mascavo, manteiga, farinha de trigo, um ovo, chocolate em pó e flocos de aveia.  Dá poucos cookies, o que é perfeito para quem tem que dar conta de comer os biscoitinhos sozinho!  Antes de ir ao forno, é preciso ir enfiar o dedão bem no meio dele para criar um espacinho para colocar a cobertura depois de pronto.  Eu usei o fudge de chocolate que tinha na geladeira, mas quero usar nutella na próxima vez.  O bom é que dá para usar o que você quiser!  Como o cookie em si não é nada doce, a cobertura complementa perfeitamente bem!

Passar noites sozinha em casa dá nisso: comer!

Ex corde.

* A receita está nos comentários! *

Read Full Post »

Older Posts »