Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \25\UTC 2012

A sazonalidade é uma coisa bastante forte nos Estados Unidos e que influencia bastante a vida das pessoas muito além das condições climáticas de cada estação.  Ela quase que define hábitos & costumes relacionados com uma época do ano e os patches de abóboras são um exemplo perfeito para ilustrar o final do mês de outubro porque eles podem ser visto em qualquer lugar.

Pumpkin Patch em Gruene_Ex corde

Muitos produtores de abóboras colocam uma boa quantidade variada delas em exposição em pequenas áreas no meio da cidade – já vi em estacionamentos, esquinas e até em canteiros centrais mais largos.  É uma opção a mais de compra e que, dependendo da localização, pode ser muito mais conveniente do que ir até o supermercado.  Então não é nada estranho a gente se deparar com várias abóboras espalhadas por aí à venda nessa época do ano. 

PumpkinPatch_Ex corde

As fazendas de abóboras também abrem as suas portas para quem quiser escolher a abóbora perfeita e aproveitar para entreter as crianças.  Eu nunca fui em uma, mas sei que existe uma programação extensa.  A Luciana do Colagem acabou de contar a experiência da sua família numa fazenda de abóboras aqui no Texas com muitas fotos lindas (vai lá!).  Enquanto isso, eu me divirto com as abóboras em menor escala dos patches :) 

Pumpkin_Ex corde

Parei por acaso nesse patch de abóboras quando levava minhas amigas para conhecer a histórica Gruene, TX.  As abóboras estavam espalhadas na grama da beira da estrada e como elas nunca tinham visto um antes, obviamente que tive que parar para tirar muitas fotos.  Éramos três crianças brincando!  :)

Pumpkin Pricing_Ex corde

Uma outra questão cultural que chamou a atenção das minhas amigas brasileiras (e que eu não me canso de achar extremamente evoluído) era como as abóboras estavam sendo vendidas.  Não havia ninguém tomando conta do local.  Os preços variavam de acordo com os tamanhos e estavam riscados nas próprias abóboras modelos expostas em uma mesa  (foto acima).

Money Drop Box_Ex corde

Aí depois de passear pelo patch e escolher qual abóbora comprar, o cliente coloca o dinheiro referente dentro de uma caixinha que fica bem visível – a money drop box.  Essa prática – que soa como imbecilidade nos ouvidos de muitos brasileiros – é relativamente comum por aqui.  Você sabe o que é o Honor System?

Onde esta a Marj_Ex corde

Essa época do ano passou a ser a minha preferida quando eu morava mais para o norte dos Estados Unidos e existia tudo aquilo que um outono deve ter: troca de folhas das árvores, tons amarelados e alaranjados, friozinho, abóboras, etc.  Continuo gostando disso tudo, só que agora que moro no Texas só me sobraram as abóboras!  Ah, e como eu adoro as abóboras.

Green Pumpkins_Ex corde

Inclusive as esquisitas que de abóbora não tem nada.  Nem a cor.

Ex corde.

Anúncios

Read Full Post »

Não sei se isso acontece com vocês, mas esses celulares moderninhos que tiram fotos boas até demais me deixam cheia de registros bacanérrimos entupindo a minha galeria de fotos.  Vira & mexe eu vejo as fotos de novo e não consigo simplesmente deletá-los!

Tower of the Americas at daytime_Ex corde

Não estava querendo falar sobre o mesmo assunto de novo porque eu já tinha falado sobre o happy hour na Torre das Américas (mais detalhes sobre a torre aqui).  E estava na dúvida porque não queria ser repetitiva, mas acontece que tenho fotos diferentes dessa vez: como a estação de bicicletas disponíveis para aluguel na base da torre, no HemisFair Park. 

Rental Bikes San Antonio_Ex corde

O centro de San Antonio é relativamente pequeno, mas não rola explorá-lo a pé.  Há várias alternativas, como o trolley que roda em três linhas diferentes (preciso fazer um post só deles!), mas essas bicicletas são perfeitas para quem curte um pedal!  A praticidade delas é o que transforma tudo mais fácil.  Dá para alugar online ou até diretamente em qualquer estação usando um cartão de crédito.  Um passe de 24h custa $10 e há opções de aluguel semanal e anual!  Quer saber mais sobre a San Antonio B-Cycle?  Clica aqui.

Sol na Torre das Americas_Ex corde

Gosto de estacionar um pouco longe da Tower of the Americas para ter a chance de passear no agradável HemisFair Park a caminho da base da torre.  A área é bem gostosa e conta com inúmeras árvores maduras, vários chafarizes para amenizar o calor texano, parquinho infantil e o Instituto Cultural de Mexico.  Vários eventos acontecem por lá e eu já até contei sobre um deles.

Drinks na Torre das Americas_Ex corde

Dessa vez experimentei o mojito de romã, mas não pediria de novo.  Não gostei.  Em compensação, o martini de pepino merece ser tomado outras vezes!

Por do Sol na Tower of the Americas_Ex corde

Assistimos o pôr do sol mais uma vez lá de cima e acabamos não indo no observatório.  Acabei de me dar conta que vou precisar fazer mais um post da Torre das Américas incluindo o observatório!  Será que vai ficar repetitivo demais?

Tower of the Americas at HemisFair Park_Ex corde

Já era noite quando descemos e o HemisFair Park continua uma delícia mesmo depois do sol se pôr.  Talvez fique até melhor se o dia tiver sido muito quente!

Tower of the Americas_Ex corde

A caminhada de volta até o carro é bem tranquila.  Parece que resolveram deixar uma decoração da Luminaria 5.0 até hoje enfeitando o HemisFair park.

HemisFairPark, San Antonio_Ex corde 

E para terminar, mais uma foto da torre das Américas:

Tower of the Americas at night_ex corde

É, eu não consigo mesmo deletar essas fotos de celular!

Ex corde

Tower of the Americas
601 Tower Of Americas Way San Antonio, TX 78205
Telefone: (210) 223-3101

Read Full Post »

Acho que já deu para perceber pela escassez de posts o quanto as coisas andam ocupadas por aqui.  Não é falta de vontade de blogar e muito menos falta de coisas interessantes para escrever – é que a vida está acontecendo a milhão por hora!  E no meio dessa movimentação toda, recebi em casa duas amigas queridíssimas e de loooonga data para uma semaninha só nossa!  Colocamos o papo em dia madrugadas a dentro, durante intermináveis cafés da manhã, entre margaritas, cervejas & martinis, dividindo o provador de roupas das lojas, nas viagens de carro, e era sobre uma dessas viagens que eu queria falar. 

Girls Just Want to Have Fun_Ex corde

Uma das amigas é viajante do mundo (oi Ginha!) e propôs uma ida até a capital do estado do Texas – Austin.  Não é longe de San Antonio (dá para chegar lá em uma hora e meia de carro) mas eu não tinha muita idéia dos pontos turísticos já que eu só tinha ido uma vez para fazer uma trilha em um parque.  Ao perguntar sugestões do Marido, ele disse que esteve em Austin inúmeras vezes mas que em todas as vezes só foi para bares, boates e restaurantes.  Hummm, thanks honey, mas queríamos um roteiro menos boêmio e mais turístico!  Decidimos então pesquisar na internet.  O único ponto turístico que eu já tinha ouvido falar era o Capitólio e ele estava lá nos resultados da busca.  O curioso é que a maioria das atrações envolvia experienciar alguma coisa em Austin, ao invés de sightseeing.  Não é que não exista o que ver, é que o melhor oferecido pela cidade está em experimentar Austin.  Pense em museus, jardins, parques, trilhas, lagos, centro histórico, festivais, feiras, música ao vivo e vida noturna agitada.  A curiosidade de viver um pouquinho de Austin cresceu e assim pegamos a I-35 N na manhã de um domingo!

Capitolio em Austin,TX_Ex corde

Fomos direto para o majestoso Capitólio que com a sua arquitetura imponente chamava muita atenção.  A área em sua volta mais parece um parque com muitas árvores, um gramado lindo e bastante gente simplesmente curtindo o dia.  Gostei de saber que ele fica aberto para visitação até as 5 da tarde. 

Capitol in Austin,TX_Ex corde

Não é preciso pagar nada para entrar e o passeio por dentro vale muito a pena.  Depois de passado o encantamento com a grandiosidade do lugar, dá para aprender bastante com a ajuda dos panfletos que são distribuídos na entrada.  É, fiquei o maior tempão com o pescoço virado para cima:

Cupula do Capitolio Austin,TX_Ex corde 

A conservação do Capitólio é excelente: tudo limpíssimo, com cara de novo, brilhando.  Os detalhes de cada parede, cada moldura, cada pintura não passam despercebidos.  Sabe aquele tipo de lugar que dá gosto de estar? 

Capitolio por dentro, Austin,TX_Ex corde

Decidimos pegar o elevador até o último andar para fazer a visita de cima para baixo explorando as enormes salas e toda a história contada nas paredes do prédio com as fotos dos governadores do estado do Texas.  

Capitolio Austin, TX_Ex corde

Eu não esperava encontrar tanta história nem tantos detalhes fotogênicos dignos de serem registrados e por isso deixei minha máquina em casa.  As fotos do celular são “meia-boca”, mas dá para ter uma idéia do que estou falando.

Biblioteca do Capitolio, Austin, TX_Ex corde

O Capitólio do Estado do Texas faz parte do Registro Nacional de Lugares Histórico (em inglês, NRHP) que compila uma lista de lugares que devem ser preservados.  Além disso, também é considerado um marco histórico nacional.

Chambers at the Capitol, Austin, TX_Ex corde

O gabinete do governador do Texas e toda a equipe legislativa do estado funcionam lá no Capitólio.

Capitol Austin,TX_Ex corde

Escadarias do Capitolio em Austin, TX_Ex corde

Dobradicas no Capitolio em Austin, TX_Ex corde

E claro, a estrela simbolizando o orgulho texano não podia faltar!

Capitolio Austin,TX_Ex corde

O Capitólio foi uma surpresa muito agradável, não só pelo passeio em si como pela história que ele conta.  Aprendi um pouco mais sobre o Texas!

Capitol, Austin,TX_Ex corde

Aproveitamos para caminhar pela área de fora do prédio e seus outros ângulos.

Capitolio de Austin_Ex corde

Os dias ensolarados tão comuns no Texas deixaram as fotos mais bonitas ainda!

Outro angulo Capitolio, Austin, TX_Ex corde

No Capitolio, Austin, TX_Ex corde

Austin,TX_Ex corde

Capitolio de Austin TX_Ex corde

Depois de visitar o Capitólio, seguimos para o centro de Austin que não fica muito longe.  Estacionamos um pouco longe propositadamente para poder caminhar naquela tarde gostosa de domingo.

Austin, TX Downtown_Ex corde

Continuamos caminhando por alguns quarteirões.

Downtown Austin, TX_Ex corde

E uns prédios históricos lindos começaram a aparecer.

Downtown Austin_Ex corde

Foi quando o Marido anunciou que estávamos chegando na famosa 6th Street.

6th Street in Austin,TX_Ex corde

E havia uma movimentação que não parecia pertencer ao centro de uma cidade em pleno domingo.  Ao entrar numa loja de música, descobrimos que estava acontecendo um festival de rua e um pouco daquilo que Austin tem para oferecer.  Quase saímos correndo para o meio do pessoal!!

Street Festival_Ex corde

Street Festival in Austin_Ex corde

O festival reunia barracas dos mais diversos tipos de comida, bebidas, artesanatos, roupas, artigos para casa enquanto os estabelecimentos ao longo das ruas funcionavam a todo vapor com muita música ao vivo.

Comida no Festival de Rua Austin, TX_Ex corde 

Beer at Street Festival Austin,TX_Ex corde

Senti uma vibe extremamente moderninha no ar de Austin. 

Austin_Ex corde

Famílias com crianças e carrinhos de bebê curtiam aquela tarde deliciosa lado a lado com roqueiros, punks com cabelos verdes, adolescentes, gente mais velha, gays, solteiros, tatuados, casados, brancos, amarelos, azuis e pretos passeando com seus cachorros.  It was refreshing! =)

Marj em Austin,TX_Ex corde

Olha a minha amiga linda aí!  (Obrigada pela foto, Má!)

Tatoo Place in Austin_Ex corde

Festival de rua em Austin_Ex corde

E Austin é bastante musical, gente! 

Music in Austin_Ex corde

Tinham muitos bares com bandas tocando ao vivo ao mesmo tempo e praticamente um ao lado.  A energia era muito boa!  Contagiante!

Live Music in Austin_Ex corde

Saímos de lá quase de noite com aquele sorrisão no rosto de quem tinha acabado de ter um dia para lá de especial!

Ex corde.

Read Full Post »

Happy Birthday to Him

Há quase um mês eu venho perguntando do Marido o que ele gostaria de fazer no aniversário dele – que é hoje!  Eu já aprendi que é preciso planejar com certa antecedência para qualquer coisinha que seja porque poucas pessoas por aqui topam um convite meio em cima da hora.  Mas na correria da vida (e como tá corrido!) ele sempre dizia que não sabia, que ia ver, que ia pensar, que não tinha certeza e o tempo foi passando.  Percebi então que não ia rolar nada e para não deixar passar a data completamente em branco, ontem eu sugeri que ele chamasse o pessoal do trabalho para almoçar em algum lugar gostoso.  Ele se animou e a galera topou!  Fiquei feliz.  E naquela de querer dar um toque especial no aniversário, eu fui para a cozinha preparar os bolinhos favoritos dele: blueberry muffinsEu já falei deles aqui antes. 

Blueberry Muffins_ex corde

Quando dividi a idéia de que ele levasse os muffins para o trabalho hoje de manhã, ele concordou.  Só que eu não tinha falado que queria colocar bandeirinhas de aniversário em cada bolinho.  Na verdade, eu só pensei nisso depois que os muffins estavam prontos.  Fui atrás de umas sacolinhas de papel escrito “Happy Birthday” em faixas coloridas, recortei cada uma, colei em palitos de dente e espetei em cada bolinho.  Achei fofo, mas ao mesmo tempo me perguntei se eu não estava sendo igual a algumas mães que fazem os filhos passarem vergonha na escola mandando coisas bizarras.  Será que as minhas banderinhas seriam motivos de constrangimento?  Fiquei meio tensa até o Marido chegar em casa e ter completamente adorado o que viu!  E hoje de manhã os muffins não demoraram muito tempo para serem devorados!  Fui almoçar com o Marido & o grupo do trabalho e todos ainda comentavam como os bolinhos estavam deliciosos!  Acho que a idéia não foi tão ruim assim!

E vamos continuar comemorando o aniversário dele daqui há pouco em um bar que teve a genial idéia de fazer um happy hour ao contrário, ou seja, os preços dos drinks e aperitivos são menores das 21h às 23h.  Perfeito, já que nunca consigo pegar nenhum happy hour comum mesmo… 

Happy Birthday, Hubby! 

Ex corde       

Read Full Post »

Bahia

Empacotamos as garrafas de cachaça, as castanhas de caju e a roupa de praia ainda molhada do mar de Fortaleza para seguir direto pro aeroporto rumo à Bahia com nossos padrinhos queridos.  Marido aproveitou para conhecer mais um lugar lindo no litoral nordeste brasileiro enquanto eu revivi memórias deliciosas na casa de tios.  Na verdade não tenho parentes na Bahia, mas tenho.  É que se a mulher do irmão do meu pai (aka tio) vira tia, a irmã dela automaticamente também vira tia.  E logicamente, o marido baiano dela vira tio.  E a filha vira prima (oi Ju!).  Isso tudo é especialmente verdadeiro se eles de alguma maneira me viram crescer, né não?  Então foi assim que passamos quatro dias sendo muito paparicados por esses tios baianos porreta demais!

Mar de Guarajuba, Bahia_Ex corde

Chegamos no aeroporto de Salvador e fomos recepcionados por um acarajé.  Ah, toda vez que vou na Bahia eu morro de azia mas não deixo de comer um acarajé.  Hummm, fico com água na boca só de lembrar.  E Marido não contou conversa e devorou pela primeira vez um acarajé sozinho!  Cabra bom!  Pena que as fotos não são publicáveis, pois isso tudo aconteceu dentro do carro equilibrando os camarões a cada ultrapassagem na estrada.  É… mal chegamos em Salvador e já seguimos para a deliciosa casa de praia dos meus tios em Guarajuba, há 42 km do aeroporto, quase chegando na Praia do Forte (aquela do Projeto Tamar e das tartarugas, sabe qual é?).  E foi lá que se deu a continuação preguiçosa das nossas férias numa incansável rotina de praia & comida boa na companhia de gente querida.

Casa de praia em Guarajuba_Ex corde

Aquele lugar é uma pedacinho do paraíso.  Deitado na rede da varanda, bastava olhar para o lado esquerdo para ver a lagoa e ali no lado direito estava o mar.  Era impossível não relaxar na tranquilidade que reina por lá. 

Praia de Guarajuba_Ex corde

E gente, tem coqueiros para todos os lados!  E com tantos coqueiros assim havia uma abundância de água de côco que me deixava mais feliz ainda!

Vista da janela do quarto em Guarajuba_ex corde 

Os dois dias em Guarajuba pareceram muito mais longos do que realmente foram!  Muitas lembranças foram revividas, muitas risadas gostosas e mais uma vez o Marido teve a chance de conhecer um pouco mais daquilo que faz parte da minha história e de quem eu sou! 

Macaquinho em Guarajuba_ex corde

Nos divertimos bastante com a empolgação do Marido quando os miquinhos vieram comer as frutas no quintal: achou o MÁXIMO!  E antes que eu pudesse terminar de zoar dizendo que não era nada demais e que eram apenas macaquinhos, ele lembrou de como os brasileiros ficam empolgadíssimos quando vêem esquilos no nosso quintal.  Putz, as reações são iguais!

Comilanca em Guarajuba_Ex corde       

E isso tudo a base de muita comidinha boa!  Peixe, camarão e siri de entrada seguidos por uma moqueca baiana de comer de joelhos.  E depois de umas cervejinhas ficou fácil explicar a diferença entre carangueijo e siri pro gringo!

Praia em Guarajuba_Ex corde

Poucos metros de caminhada separam a varanda da casa e o mar.  Obviamente que os dias acabavam com um banho de mar praticamente depois que o sol ia embora.  Aproveitei para deixar pra trás toda a urucubaca e para lavar a alma nessas águas baianas antes de voltar para Salvador! 

Farol da Barra, Bahia_Ex corde

Ir para Salvador é relembrar muitos carnavais.  Literalmente.  Já tinha muito tempo que eu não voltava lá e foi uma delicinha rever aquela cidade tão cheia de energia boa.  Fizemos os passeios turísticos clássicos para o Marido conhecer, como o Farol da Barra, Pelourinho, Mercado, Elevador Lacerda e a Igreja do Senhor do Bonfim.  Todos imperdíveis!

Pelourinho_Ex corde

Depois que assistimos esse filme, Marido ficou com o Elevador Lacerda na cabeça.  Obviamente que subimos e descemos para ele fazer as devidas comparações com o filme e se situar melhor no contexto.  As conclusões?  De que o centro da cidade não é tão pobre como ele imaginava. 

Elevador Lacerda_ex corde

Não lembrava de tantas fitinhas do Bonfim amarradas na grade da igreja.

Igreja do Bonfim_Ex corde

Fizemos ainda alguns passeios mais alternativos e eu conheci lugares na cidade que nunca tinha ido antes! Adorei enxergar Salvador com olhos de turista!

Salvador, Bahia_Ex corde

Não são apenas as igrejas que contam a história da Bahia, há vários museus e prédios com uma arquitetura fantástica que eu não lembro ter visto por lá.

Museu em Salvador, Bahia_Ex corde

As esculturas dos orixás no dique do Tororó não ficaram de fora.

Tororo, Salvador, Bahia_Ex corde

E como segunda-feira é dia de cozido na Ribeira, lá fomos nós!

Ribeira, Salvador, Bahia_Ex corde

Fiquei boba de ver a quantidade de pessoas na praia naquela segunda, mas sabe que às vezes sinto saudade dessa malemolência brasileira/baiana?

Pelourinho, Bahia_Ex corde 

E fechamos as nossas férias no Brasil carregados de energia boa!  Encaramos uma loooonga maratona de vôos até chegar em casa mais de 24 horas depois cansados, mas recarregados :)

Ex corde    

Read Full Post »