Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Gatos’

Hugo

Ele cresceu bastante e não é mais Huguinho.  Nas suas brincadeiras com Filomena, hoje ele já leva vantagem por causa do tamanho.  Mas o seu jeitão desajeitado ainda é seu ponto fraco e ela ainda sai “ganhando” nas brincadeiras de lutas com a sua admirável precisão.  Enquanto ele dá diversas patadas no ar tentando atingi-la, Filomena só espera o exato momento para a sua única patada atingir perfeitamente o meio do focinho do Hugo.  E assim eles vão brincando e assim nós vamos nos divertindo com as brincadeiras deles.

Diversão é uma palavra que faz parte do Hugo.  Ele faz a gente rir com o seu jeito desajeitado e de repente o que era um ponto fraco vira uma virtude.  Engraçado como tudo muda de acordo com o ponto e vista!  Ele é tão desajeitado que vire e mexe ele cai da cadeira ou da cama ou de qualquer lugar que esteja deitado relaxadamente.  Ele cai, se assusta, levanta e faz de conta de que não foi com ele.  Outras vezes ele cai e fica com raiva, dele mesmo eu acho.  E muitas outras vezes a culpa é do seu próprio rabo.  Não sabemos o que de fato acontece, mas temos uma desconfiança de que Hugo não sabe que seu rabo é parte do seu corpo.  E o mais intrigante é como ele não percebe que ele é responsável pelos movimentos do seu rabo.  Seriam movimentos involuntários?  Não sei bem, só sei que ele persegue o seu rabo em círculos e é aí que ele se desequilibra e cai.  Preciso gravar um vídeo dessa perseguição louca do Hugo e do seu rabo.  É hilário!

Hugo tem uma fixação quase doente pelos meus elásticos de cabelo.  Eu não posso deixar nenhunzinho em cima de móvel algum que ele dá sumiço.  Na verdade, ele adora brincar com os elásticos jogando-os para cima e pegando em baixo.  Ele fica horas nessa brincadeira até cansar e esconder os elásticos debaixo dos tapetes.  Aí depois ele sabe onde buscá-los.  Ultimamente ele tem colocado os elásticos dentro da vasilha de água.  Eu suspeito que é para irritar a Filomena, pois ela sempre vem miando horrores nos pedindo para tirar o tal elástico da água.  Agora a maneira que ele carrega o elástico na boca é coisa mais engraçadinha desse mundo.  É da mesma maneira que ele carrega as meias do Marido e a casinha dos gatos pela escada abaixo até a cozinha.  É outra coisa que precisamos registrar em vídeo.

Ele tem brincado menos com os peixes do aquário, mas continua fiel aos seus ratinhos de pano que acabam debaixo do fogão.  Sabemos que é hora de resgatar os coitados dos ratos quando Hugo começa a deitar na frente do fogão e enfia suas longas pernas  pelo espacinho.   Pernas essas que quando pisam na gente fazem doer os ossos!  Hugo não poupa nem um pouco a gente quando sai andando por cima das nossas pernas, barriga, braços quando estamos deitados na cama.  A pisada dele parece pesar 100kg e chega a doer lá dentro.  Totalmente o contrário da Filomena, go figure!

Mas além do seu espírito bagunceiro, também existe um espírito carinhoso.  Basta eu chegar em casa do trabalho para ouvir o seu sininho tintilando pela casa.  Quando eu chego no topo da escada, ele já está lá todo esticadão com as patas traseiras no braço do sofá e as patas dianteiras no corrimão da escada.  É então que eu dou uma paradinha e ele se estica mais ainda para dar uma cheiradinha na ponta do meu nariz como quem diz “Que bom que você chegou!”.  Marido diz que ele faz a mesma coisa com ele.  O seu lado carinho aflora mais ainda na hora de dormir ou de manhã cedo ao acordar.  Ele fica molezinho e deita tão gostosinho na pontinha da cama com a barriguinha pra cima pedindo cafuné.  É uma graça!  E quando a gente coça a sua barriga, ele começa a dar lambidinhas = beijinhos na nossa mão como que diz  “Obrigado!”.

E assim a gente vai vivendo com Huguinho, um gatinho muito sapeca e que traz muitas alegrias para a gente.  Quem tem um bichinho de estimação sabe exatamente do que eu estou falando, não é?

Ex corde.

PS. Já já sai um post todinho para a Filoca!

Anúncios

Read Full Post »

Hugo no veterinário

Huguinho voltou a soltar uns gases tão fedidos que nem dava para acreditar que estava vindo de um gatinho tão simpatiquinho.  A situação piorou em apenas alguns dias quando a diarréia apareceu e a bundinha dele virou um verdadeiro carimbo me deixando l-o-u-c-a com cocô seco estampado pela casa.  O remédio para prender o intestino dele foi dado na hora e melhorou o sintoma.  Mas tadinho, a causa ainda era desconhecida e por isso hoje ele visitou o veterinário!  

 

As minhas suspeitas de verme não passaram de meras suspeitas porque o exame de fezes voltou limpinho!  Então ao que parece, Hugo tem o sistema digestivo sensível.  Aí descobri que existem rações especiais que só são vendidas com prescrição do veterinário – e  Hugo ganhou duas, eu posso com isso?  Não, não posso e não comprei para ele porque o precinho de pequeno não tinha nada, ha!  Trouxe para casa um tipo diferente, com menos proteínas e tal que supostamente vão aliviar o bichinho, tadinho.  Além disso, ele ainda tá tomando um remédio para equilibrar a flora intestinal. 

 

Tá em pensando em ter filhos?  Adote um aninalzinho de estimação primeiro para ir exercitando certas habilidades.  Oh My God, dá trabalho!  A minha sorte é que se eu me estressar muito, posso trancar Hugo & Filomena no banheiro por algumas horas sem morrer de culpa  ;)

Ex corde. 

Read Full Post »

SoOoOo Cute!

Ex corde.

Read Full Post »

Oi, eu sou o Hugo!

 

Hugo

Não é só a cara não, eu sou sapeca mesmo!  Não deixo a minha mãe arrumar a cama de manhã porque eu adoro me esconder no meio dos lençois; brinco por horas com os elásticos de cabelo jogando para cima, pegando em baixo, dando cambalhotas e muitos pulos; ela não consegue varrer a casa porque eu me agarro na vassoura e vou sendo puxado; eu ataco o vaso e como as folhas de manjericão; eu gosto de pular em cima da minha irmã Filomena, mas pena que ela não gosta dessas brincadeiras; eu adoro brincar com meu ratinho de pelúcia e eu ajudo a minha mãe a lavar as roupas sujas, eu carrego as meias do pai pela boca pela casa toda.  Mas eu também sou carinhoso, gosto de deitar no colo do meu pai enquanto ele assiste televisão, toda noite eu dou uma deitadinha na barriga dele até eu cair no sono e gosto de dar beijinhos na minha mãe.  E como um típico menino, eu solto cada pum fedoreeeento!  Filó e mamãe acham nojento, mas eu sei que o meu pai me entende!  Bom, boa semana para quem passar por aqui!

 

Ex corde.

Read Full Post »

Desestressando

Dei uma paradinha no estudo para não fundir a mente e fui surfar na internet.  Amenidades claro, e de preferência sites em português!  E aí encontrei essa foto fofa de um desenho na parede.

Achei que fosse um adesivo, mas na verdade é pintado à mão.  Tirei a foto daqui no meio de muitas outras pinturas divertidíssimas.

Falando em gatinho, a senhora Filomena se comportou muito bem nesses cinco dias que estivemos viajando.  Eu confesso que nem gostava de pensar nela porque já vinha logo um milhão de possibilidades ruins, tipo a comida acabou e vamos chegar em casa e encontrá-la mortinha da silva.  Tudo bem que a gorducha tem energia estocada para um mês de jejum, mas eu pensava essas coisas trágicas assim mesmo.  Marido só fazia rir de mim, me achando a l-o-u-c-a.

Mas chegamos em casa no meio da madrugada e quando abrimos a porta, lá estava ela, linda e fofa nos recebendo com um miau muito manhoso!  Quer dizer, recebeu o Marido porque como eu tava com medo dela estar mortinha, mandei ele na frente para ser o primeiro a ver a cena de terror.  Só depois de ouvir a voz dela é que eu entrei em casa!  Acho que preciso me tratar.  E ela estava lá, linda e cheia de amor para dar!

A casa estava intacta, sem nenhum xixizinho ou cocozinho fora da caixinha, e com tudo no seu devido lugar.  Me enchi de orgulho da minha filhota felina!  Além de ter um comportamento nada comum de gatos, ela ainda é fonte de “desestressamento”.  Basta brincar com ela por 2 minutinhos que a irritação/problema/frustração/estresse/ou-seja-lá-o-que-for passa!

Pena que ela não dura para sempre ou pelo menos mais do que eu vou durar.  Acho que nós vamos precisar arranjar um irmãozinho muito em breve para que haja uma passagem de ensinamentos de um gato para o outro.  Sério, esse comportamento gostoso segue uma linha hereditária: o Tobias ensinou para o Chiquito, que ensinou para a Filomena que um dia vai ensinar para o Hugo.

Já me distraí bastante, já desestressei e agora já posso voltar a estudar!  E que amanhã eu acorde bem inspirada!

Ex corde.

Read Full Post »

Dentro da bolsa

filomena

 Funciona assim: se deixar a bolsa ao alcance dos olhos da Filomena, ela vai entrar.  Se o ziper estiver fechado, ela vai tentar abrir enfiando o fucinho ou arranhando com a patinha.  Quando ela percebe que não vai conseguir, ela começa a pedir para alguém abrir.  E pede mesmo, acho que se ela falasse não seria tão eficiente.

A paixão maior é pela mochila do Marido.  Todo santo dia, quando ele chega em casa do trabalho, ela faz um escândalo pedindo para entrar na mochila.  Ele ainda me faz o favor de atender todos os pedidos em forma de miau e tira tudo o que tem dentro para dar mais espaço para ela.  Talvez seja por isso que ela goste mais da mochila dele, ele mima a gata como nunca vi antes alguém mimar um bichinho.

Filomena

E ela fica lá dentro por muito tempo, muito mesmo que às vezes até esquecemos.  E isso sem contar com as sacolas de papel que trago para casa com as compras do supermercado.  Ela enlouquece só de ouvir o barulho e vem correndo de onde ela estiver.  Eu me divirto com essas fixações meio esquisitas dela…  Mas ei, cada um com seu cada qual, não é?

 

 

Ex corde.

Read Full Post »

Um caso de amor

Filomena e o umidificador de ar.

filoca

Ela é capaz de passar um dia inteiro assim, vigiando cada bolha que sobe no umidificador de ar.  É uma fixação tão grande que ela parece estar hipnotizada. 

Quando começamos a usar o umidificador, ela parecia ter um certo medo, não chegava muito perto, mas estava sempre de olho.  Depois de muito observar como aquele troço funcionava, ela passou a tentar pegar as bolhas com a patinha.  É uma burrinha, mas acho a coisa mais linda do mundo a determinação que ela tem achando realmente que vai pegar a bolha.  Ultimamente ela descobriu que sai um ventinho na parte de cima do umidificador.  Aí de vez em quando a gente ouve aquele barulho abafado e quando vai ser, ela tá com as duas patinhas apoiadas em cima dele, meio que em pé, e com os bigodes e os cabelos voando.  É a mais nova diversão!

Na hora de encher o galãozinho de água, esta gatinha desanda a falar.  É um monte de miau nos mais diferentes tons, ela fica nervosa, não sabe se vigia a base ou se corre atrás da gente para acompanhar o enchimento do galão.  Se um dos dois estiver com ela no colo (sim, ela adora um colo!) e o outro for encher o umidificador de água, ela incorpora um suicida e se joga no chão num desepero absurdo.  Juro que eu queria saber o que passa na cabeça dela nessas horas.

Para fazer uma gatinha feliz, a casinha dela foi transferida para pertinho do umidificador e recentemente ele passou a ficar ligado 24 horas do dia.  Eu também saio ganhando porque o meu quarto tá sempre com aquele ar fresquinho.  Meu nariz agradece e a Filó também!

Filomena

 

Ex corde.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »