Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Gripe’

De volta para casa

Depois de mais de 24 horas acordados voando de um lado para o outro, chegamos em casa!  Foi uma delícia ver nossos gatinhos de novo, mas a minha vontade era de continuar viajando.  Estou num momento de total fuga da realidade, sabe?  Não quero voltar a trabalhar, não quero voltar pro frio, não quero voltar para a minha casa bagunçada e suja (por total falta de tempo de fazer qualquer coisa nela!).  Mas como a vida de gente grande não  me permite fazer pirraças, já fui trabalhar ontem, já tirei alguns casacos que estavam guardados e estou tentando não me estressar com a casa que só ficou mais bagunçada ainda com as malas & roupas sujas da viagem.

E para aumentar o meu desejo de sair correndo daqui, eu estou doente.  Marido ficou meio gripado ainda na viagem e eu fiquei achando que os 8 quilos de tomates que eu comi na Grécia estavam me protegendo da gripe.  Talvez sim, pois não senti nada enquanto estava lá. Botamos os pés nos EUA e já fizemos a nossa primeira refeição no aeroporto – pizza.  Daí no outro dia eu já comecei a espirrar e as horas foram passando até eu me ‘deteriorar’ bastante, segundo as palavras de uma colega do trabalho.  Tô aqui me sentindo um lixo com direito a uma noite com febre, nariz entupido, tosse, muito espirro, muuuuita dor de cabeça e uma vontade de não estar aqui.

Volto para contar sobre a viagem quando eu estiver me sentindo melhor.

Ex corde.

Read Full Post »

Meu arsenal

Já tem uma semana que estou gripada e isso me incomoda muito.  Acho que me irrito porque quase não fico doente, não gosto de tomar remédio e o mal estar interfere nas minhas tarefas do dia a dia.  Um saquinho.  O engraçado é que é assim ó: durante o dia eu tenho uma coceira na garganta que me faz tossir até ficar roxa e como consequência, tenho andado meio rouca.  Aí vai caindo a noite e o meu nariz vai entupindo gradativamente até ficar tapadão na hora de dormir.  O resultado é que eu não consigo respirar e no meio da madrugada eu acabo abrindo o bocão para tentar mandar oxigênio pra dentro.  Mas acontece que neste clima seco dos infernos, eu seco por fora e por dentro de uma maneira tão absurda que chego a não ter nem uma mísera gota de saliva na boca para engolir.  Aí acordo no meio da madrugada com uma sensação horrível de estar sendo sufocada.  Então eu sento na cama, me agarro nos lencinhos, uso a solução salina no nariz, bebo o maior copão de água, lambuzo as narinas com Vick, arde,arde,arde,arde, eu lagrimo e espero passar, uso mais lenço, volto a sentir algum ar entrando e vou me acalmando e tento voltar a dormir de novo.  Quando o troço não desentope, eu apelo para o Afrin.  O-d-e-i-o  esses descogestionantes nasais porque eles são extremamente viciantes e a última coisa que eu preciso na vida é um vício!  Mas a coisa tá tão ruim que eu já usei em duas ocasiões.  O que acontece é que este ritual se repete madrugada a dentro e aí no dia seguinte eu estou enjoada, com dor de cabeça, sem concentração nenhuma e com vontade de mandar todo mundo catar coquinho na esquina – é o que me acontece quando eu não durmo o suficiente.

Tô tomando vitamina C, tentando comer direitinho e tô até tomando um expectorante que faz surgir umas criaturas verdes abomináveis na pia do banheiro todas as manhãs.  Tenho até medo, mas espero que seja um mal necessário!  Falando nisso, cheguei até suspeitar que essa gripe pudesse ser um efeito colateral da vacina contra H1N1 que eu tomei.  Será?

É isso, vou indo agora porque crise de tosse matinal já começou e eu já não consigo escrever mais…

Ex corde.

Read Full Post »

Swine Flu

Em muitas conversas com amigos no Brasil através do MSN, mais cedo ou mais tarde a pergunta vinha à tona: e como está a gripe por aí?  O engraçado é que vários amigos diferentes me perguntavam a mesma coisa em um tom bem preocupado.  Foi então que dei uma checada nos sites brasileiros e vi que a gripe estava matando mesmo principalmente pelo sul e sudeste do Brasil.  Enquanto aqui eu não estava ouvindo nada em relação a gripe, nenhuma morte ou muito menos casos.  Alguém no Brasil me lembrou que o vírus não resiste muito ao calor e eu fui juntando as peças: as temperaturas altíssimas que tem feito por aqui e as férias escolares são dois fatores que evitam com que o vírus se espalhe por aqui.  Por isso não praticamente nada estava sendo veiculado nos jornais daqui, a não ser o desenvolvimento da vacina.  Falei isso para minha prima há algumas semanas e ela quase não acreditou.    

Mas o ano letivo americano começando na segunda-feira trouxe preocupação.  O Centro de Controle de Doenças (CDC)  do departamento de saúde americano já criou guias para orientar como diminuir a disseminação do vírus e tem alguns planos de emergência   Além disso, as temperaturas devem começar a baixar no próximo mês propiciando o vírus. 

Então amigos do Brasil, a gripe suína voltou a aparecer nas notícias por aqui.  Existe uma preocupação de que os casos voltem a aumentar em breve e eu torço enormemente que essa vacina realmente saia em outubro!

Ex corde.

Milhões de doláres em pesquisa da vacina
O início dessa historia por aqui

Read Full Post »

E a gripe?

Os jornais estão borbadeando notícias sobre a gripe que era suína e agora é H1N1.  Longe de mim subestimar este vírus, mas os americanos são bem neuróticos com germes, bactérias & afins que no eu início achei que fosse mais uma neura.  Falo isso porque já percebi que as famosas “doenças de crianças” no Brasil não são encaradas com tanta naturalidade por aqui.  Criança com, por exemplo, catapora ou piolho é um absurdo!  Não que seja uma delícia pegar nenhum dos dois, mas faz parte de uma infância bem vivida, não faz?  Pois é, aqui não.

Então eu tava meio cética com as primeiras notícias sobre a gripe.  Mas quando o Sr. Vírus começou a matar, comecei a não gostar dessa história.  Deu medinho!  Os jornais são tão sensacionalistas que eu nem gosto de assistir.  Prefiro buscar informações nos sites oficiais dos órgãos de saúde.  Hoje descobri que já existem 3 casos no estado em que eu moro e mais não sei tantos nos estados que fazem fronteira.  Medo! 

Fiquei mais assustada quando ouvi no jornal que ainda não sabiam se esta gripe estava sendo causada pelo mesmo vírus responsável por uma pandemia que matou 40-50 milhões no mundo todo em 1918.  Mas hoje cedo, enquanto eu fazia o meu café, eu ouvi no jornal da manhã que marcadores genéticos conhecidos do antigo vírus não foram encontrados no H1N1.  Ufa, a princípio parece uma notícia boa! 

Então por enquanto tudo continua normalmente por aqui.  Nenhuma recomedação extraordinária, a não ser lavar as mãos frequentemente!  Ainda não vi ninguém de máscara nas ruas.  Acho que se vir, vou querer sair correndo para casa.

E onde vocês moram?  Tem algum sinal dessa gripe?

 

Ex corde. 

Read Full Post »