Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Plantas’

Finalmente consegui postar essas fotos.  Olha só que barato:

Pimentas Antes e Depois_Ex corde

Contei aqui de onde veio a motivação de plantar pimentas, já que do meu paladar não foi.  Parece que a minha ignorância em relação a elas não fez muita diferença, pois os pés de pimentas estão firmes & fortes mesmo com uma grande mudança do norte para o sul do país no meio do caminho. 

 Pimentas_Ex corde (3)
Plantá-las não foi difícil.  Acho que a paciência e a persistência para chegar até a pimenta em si é o que demanda mais trabalho.  Levou praticamente 365 dias para que a gente pudesse ver pimentas no pé.  Até então tudo era meio chato e a gente quase até esqueceu delas.  Até que o calor do Texas começou a mostrar a sua cara e eu passei a me preocupar com as pimentas – nada de muita exposição solar direta e bastante água porque ô lugar seco esse aqui!  Até que me dei conta de que elas são pimentas brasileiras e, por default, deveriam tolerar calor.  Arrisquei deixá-las no solzão.  E não é que deu certo?

Pimentas_Ex corde (12)   
*  Olha o manjericão ali atrás!

Elas cresceram loucamente depois que parei de me preocupar com o clima.  Os pés estão lindos, grandes, verdes e cheios de pimentas.  Dá até um orgulhinho bobo!  É que isso é uma amostra de que o esforço traz recompensas.  Lembro da queimadura química que ganhei na mão quando coletava sementes para plantar e hoje tenho essas mini-árvores no quintal cheias de frutas :)

Pimentas_Ex corde (10)      
E achei interessante acompanhar o processo todo, desde a parte chata onde parece que nada está acontecendo até a parte mais legal onde as pimentas começam a aparecer de dentro das flores.  Dá até para fazer analogias para a vida.  E se eu tivesse desistido quando meus dedos queimaram?

Pimentas_Ex corde (7)
Muitas coisas naturalmente demandam tempo para acontecer.  Não é só sentar e esperar, pois o tempo também precisa estar aliado com o nosso esforço pessoal.  Para algumas coisas um esforço maior diminui o tempo necessário.  Para outras, o tempo será uma constante, como as sementes de pimenta que precisaram passar por todos os estágios até chegar na hora de colher.

Pimentas_Ex corde (9) 
E a hora de colher é uma hora especial principalmente se o resultado for algo que vai fazer uma diferença na vida.  Claro que as pimentinhas são ilustrativas apenas, porque afinal de contas, nem de pimenta eu gosto!  Mas eu estou me referindo aos grandes desafios pessoais que a gente enfrenta de cara limpa, sofre ao longo do caminho, se esforça bastante e depois do tempo necessário, recebe a recompensa.  É ou não é uma hora especial? 

Pimentas_Ex corde (11) 
Curti a colheita das pimentas e assisti com um sorriso no rosto o Marido prepará-las no azeite de oliva.  Com o tempo o azeite vai ficar ardido, segundo ele!  E vou também exercitando na vida prática a paciência e persistência que aprendi com essas pimentinhas.  Digo isso porque confesso que o respeito pelo tempo natural das coisas não é algo instintivo em mim.  Quem sabe um dia eu não chego lá?     

E boa semana para quem passar por aqui!

Ex corde.

Anúncios

Read Full Post »

Motivada pelas sementes de tomates que germinaram, fui lá feito uma doida plantar sementes de cenoura – dessa vez com um pouco mais de fé de que o negócio ia vingar.  E não é que estão crescendo apesar da falta de jeito?

Carrots  Pela maneira que os verdinhos estão nascendo amontoados, imagino que devo ter ignorado alguma regra básica de manejo de sementes.  Como elas parecem saudáveis, fui acreditando que estava tudo bem.  Até que as folhinhas finas e compridas começaram a se diferenciar – estão ficando com cara de salsinha.

Carrots (3)

Talvez seja hora de separar os verdinhos porque esse vasinho de papelão biodegradável não vai durar muito tempo.  E pelo visto, as cenouras querem espaço para continuar crescendo.  Só que há um porém: plantei sementes demais com medo delas não germinarem e  t-o-d-a-s  germinaram! 

Carrots (5)

Cada vasinho de papelão deve ter uns dez pezinhos ou mais e definitivamente eu não tenho vasos suficientes para plantar um por um separado.  Quis plantar, não quis?  Agora tenho que em virar… oh well!

Ex corde.

Read Full Post »

Plantando Tomates

Tomates Organicos_Ex corde

Semana passada eu comprei sementes de tomate e plantei algumas em pequenos potinhos com terra seguindo as instruções da embalagem.  Não botei muita fé e talvez por isso a enorme surpresa quando fui molhar as plantas hoje:

Tomates Organicos_Ex corde (2)   

Será que vai?

Ex corde.

Read Full Post »

Essa plantinha estava super acostumada a literalmente congelar durante o inverno.  No ano passado, a água da terra virou gelo expandindo e aumentado de volume até rachar o vaso.  Apesar de parecerem mortas, elas sempre voltam a florir com a chegada da primavera.  É um ciclo quase mágico!

Flores em Dezembro_Ex corde

Acontece que essa foto eu tirei hoje pela manhã no meio do inverno.  A mesma plantinha que deveria estar congelada nessa época do ano, agora está florindo.  Inacreditável!  O forte calor que faz no Texas durante o verão definitivamente não é agradável, mas estou começando a constatar que é uma compensação razoável para se ter invernos amenos.  Enquanto eu registrava as flores sorrindo para a foto durante o banho de sol, eu ouvia crianças brincando de bola na rua sob um céu estalando de tão azul.  Eu simplesmente adoro um dia frio, mas não posso negar que até agora esta é a grande vantagem de morar no sul: dá para continuar com um ritmo de vida bem ativo o ano inteiro sem muito esforço.

E viva o inverno quentinho do Texas!

Ex corde.

Read Full Post »

Pimenteiras

Eu não tenho muita tolerância para pimenta de nenhum tipo.  Todas ardem demais, inclusive a até então inofensiva pimenta do reino que é usada enlouquecidamente pelas bandas de cá deixando certos pratos incomíveis.  Meu paladar não se acostuma, a minha garganta coça, a minha boca arde, os meus olhos se enchem de lágrimas, não consigo sentir o gosto da comida e por essas & outras que eu passo longe de tudo que é apimentado.

Mas o Marido é o meu oposto quando o assunto é pimenta.  Quanto mais forte, melhor para ele.  E segundo ele, a pimenta brasileira desidratada é uma delícia.  Imagina que o potinho dado pelos meus pais é usado tão economicamente que parece ouro em pó.  Ele confessou uma vez que não quer que a pimenta acabe.  É que recentemente descobrimos que o senhorzinho que vendia para meus pais lá no Brasil parou de vender.  Foi então que meu pai se comoveu com a triste história da economia de pimenta do Marido e aprendeu a desidratá-las.  Maravilha.

Entrei na onda do papai de desidratação de pimentas, eu resolvi me aventurar com ele enquanto estava no Brasil para trazer algumas sementes para plantar aqui.  Parti as pimentas longitudinalmente, raspei as sementes com uma faca de bico arredondado e coloquei para secar em uma bandeja com papel de filtro de café.  (Meus métodos são todos empíricos sem base científica nenhuma, diga-se de passagem.)  Deixei secar por vários dias para garantir que a longa viagem de volta não fosse contribuir para o crescimento de fungos.  Cheguei aqui e plantei.  E não é que elas estão crescendo? 

Pimenta Murupi _Ex corde

Essa aí de cima é a pimenta murupi, uma espécie típica do norte do Brasil.  A fruta é relativamente grande, longa e meio amarelo esverdeada.  Ela tem um cheiro bem gostoso.  Pena que eu não curto o gosto forte que ela tem.

Trouxe ainda sementes da pimenta malagueta.  Ela é vermelha, pequena e tem um líquido dentro dela que pode vazar na direção dos olhos na hora em que está sendo cortada.  É uma pimenta que requer cuidados no manuseio.  A maldita me rendeu uma bela queimadura química na mão e dedos que durou pelo menos uns 5 dias.  Isso porque usei uma luva plástica, é mole?  Mas valeu porque elas também estão crescendo no vasinho aqui de casa.

Pimenta Malagueta _Ex corde

Eu trouxe ainda sementes de pimenta de cheiro.  Essa é a única que eu ainda consigo comer na comida, pois ela não arde.  É uma delícia cozinhar com ela por causa do sabor extra que só ela dá aos pratos.  Mas ela parece que não gostou das condições que ofereci e ainda não cresceu.  Plantei os três tipos no mesmo dia e a minha pimentinha favorita ainda não apareceu.  Mas não vou desistir!  Ainda tenho mais sementes secas dela guardadas aqui e vou tentar novamente dentro de alguns meses.  

Pimenteiras _ Ex corde

Alguém tem alguma dica em como plantar pimentas?  Tô super animada com as que estão crescendo, mas não sei muito bem o que fazer depois.  Será que devo transferir cada pezinho para um vaso maior?  Help!

Ex corde.

Read Full Post »

Lírios!

Eu tava saindo de casa essa manhã para ir a missa quando vi duas flores gigantes esbanjando beleza!  Fiquei tão surpresa  que saí gritando, “Abriu! Abriu!”.  Imagine você a cena, o Marido tava tirando o carro da garagem e não entendeu nada.  Ele tava achando que eu tava fugindo de algum bicho, rs!

Ah, mas como elas são lindas!  Não consegui parar de admirar e ainda estou espantada como elas surgiram rápido.  Plantei o pezinho há apenas alguns dias e hoje já tenho dois lírios embelezando meu jardim.  Ganhei meu domingo!

 

lírio

 

Ex corde.

Read Full Post »

Para quem nasceu no pulmão do mundo onde o que não falta é árvore com suas folhas verdíssimas o ano inteirinho, eu tive que aprender muito aqui.

Existem plantas anuais e plantas perenes.  As anuais, como o nome já sugere, dura apenas um ano pois não aguenta o inverno rigoroso daqui.  Agora se ela for plantada em um vaso e viver dentro de casa, vai viver muito mais.  As plantas perenes são mais resistentes.  Elas entram em estado de hibernação durante o inverno congelante e na primavera voltam ao seu normal.  Então para um jardim bonito, é melhor investir em plantas perenes.

No meu micro-jardim, eu tenho duas roseiras e muitos bulbos de tulipas plantados.  Todos são perenes e voltam belíssimos a cada primavera.  Dividimos uma faixinha de terra com o vizinho do lado, que separa as nossas garagens.  Como ele é um menino solteiro e que mora com o irmão, outro menino,  decidi deixar o meu lado menina cuidar desse filete de jardim.  No ano passado coloquei umas plantinhas lindinhas com flores laranjadas, mas que eram plantas anuais e por isso morreram congeladas.  Nesse ano, plantei outro tipo com umas florezinhas amarelas.  Menos bonitas, eu acho, mas definitivamente mais resistentes! 

Na busca de uma planta perene e também resistente ao sol que bate sem dó nem piedade o dia inteiro no meu jardinzinho, eu achei as de florzinha amarela e também os lírios.  Segundo o moço lá da nursery (lugar que vende plantas e tudo mais o que a sua imaginação conseguir pensar para jardins), os lírios adoram sol e não morrem congelados no inverno.  Fiquei até nervosa ao ouvir isso segurando um pezinho de lírios cor de rosa, a mesma flor usada no meu buquê quando eu casei.  Trouxe para casa na hora!

Ontem mesmo nós já o plantamos numa parte que só tinham tulipas.  Como elas duram pouquíssimo, o lírio vai ficar com aquele espaço só para ele praticamente o ano inteiro.  Ai, mal posso esperar para ver as flores brotarem. 

lirios

Agora só espero que as minhas roseiras não fiquem com ciúmes, pois os primeiros lírios estão sendo tão esperados quanto as primeiras rosas.

Ex corde.

 

Read Full Post »

Older Posts »